Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo realizavam fiscalização no rio Iguatemi, quando prenderam dois homens por pesca predatória. Os infratores foram surpreendidos em uma embarcação armando e conferindo anzóis de galho (petrechos proibidos). 10 anzóis de galho que os infratores tinham armado foram retirados do rio. Eles iniciavam a pescaria e ainda não tinham capturado nenhum peixe.

Os pescadores estavam em um acampamento, onde os Policiais encontraram também um revólver calibre 38, com seis munições, sem documentação. Segundo notícia do site DouradosNews, a arma e munições, os anzóis, o barco e o motor de popa foram apreendidos.

Os infratores, de 23 e 33 anos, residentes em Mundo Novo, foram autuados administrativamente e multados em R$ 700,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Os autuados foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo, juntamente com o material apreendido, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. A pena para o crime de pesca ilegal é de um a três anos de detenção. O jovem de 23 anos assumiu ser o proprietário da arma ilegal e também foi autuado por porte ilegal de arma. A pena para o crime de porte ilegal de arma é de dois a quatro anos de reclusão.


Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here