Preços da soja despencam no Brasil com forte baixa em Chicago

0

Saca caiu R$ 10 em Rio Verde (GO), a praça brasileira que mais sentiu os impactos do dia

POR AGÊNCIA SAFRAS

Os preços da soja no mercado físico brasileiro tiveram forte queda ontem segunda-feira (1). O movimento acompanhou a retração acentuada de Chicago. Não foram registrados negócios relevantes.

Veja as cotações nas principais praças

  • Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos caiu de R$ 191,00 para R$ 186,00

  • Região das Missões: a cotação recuou de R$ 190,00 para R$ 185,00

  • Porto de Rio Grande: o preço passou de R$ 198,00 para R$ 192,00

  • Cascavel (PR): o preço baixou de R$ 188,50 para R$ 184,50

  • Porto de Paranaguá (PR): a saca teve retração de R$ 195,00 para R$ 191,00

  • Rondonópolis (MT): a saca caiu de R$ 174,50 para R$ 167,00

  • Dourados (MS): a cotação desvalorizou de R$ 176,00 para R$ 173,50

  • Rio Verde (GO): a saca passou de R$ 175,00 para R$ 165,00

Soja em Chicago

chicago-soja

Bolsa de Chicago. Foto: Divulgação/CME Group

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a segunda-feira com preços em forte baixa. O mercado iniciou a semana corrigindo parte dos ganhos de 12% acumulados na semana anterior, com operadores realizando lucros.

O fraco desempenho do petróleo em Nova York acentuou o movimento de vendas. O mercado aguarda agora o relatório de condições das lavouras, que será divulgado logo mais pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 555.083 toneladas na semana encerrada no dia 28 de julho, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. O mercado esperava 550 mil toneladas. Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 392.480 toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em setembro fecharam com baixa de 55,25 centavos ou 3,71% a US$ 14,32 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 14,06 por bushel, com perda de 62,50 centavos de dólar ou 4,25%.

Nos subprodutos, a posição setembro do farelo fechou com baixa de US$ 12,70 ou 2,87% a US$ 429,70 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em setembro fecharam a 64,09 centavos de dólar, com perda de 2,41 centavo2 ou 3,62%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,07%, negociado a R$ 5,1770 para venda e a R$ 5,1750 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1300 e a máxima de R$ 5,2030.

Edição: Pedro Lopes

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here