“Se os bons se dividem ou se omitem, os maus vencem”, alerta Bolsonaro

0

Repórter Panorama dos MS

 

O presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL) afirmou, que se os bons (políticos e administradores) se dividem ou se omitem, os maus vencem. O alerta foi durante discurso na ação do governo em Campo Grande (MS), por ocasião da entrega de 300 unidades habitacionais do Residencial Canguru.

 

Embora disse que não estava ali para ensinar ninguém, Bolsonaro orientou que os novos precisam esperar o momento certo para se lançarem na política. Ele fez uma analogia: “Primeiro vem o namoro, o noivado e, por último, o casamento”. O comentário soou como recado a pré-candidatos afoitos que estão fazendo de tudo para se lançarem em campanhas arriscadas.

Presidente Bolsonaro faz selfie com Tereza Cristina que segura a mão do vice-prefeito de Naviraí, Márcio Araguaia.

 

Aliás, desde ontem (29-06), quando Bolsonaro confirmou a sua participação em uma motociata liderada pelo deputado estadual Capitão Contar (pré-candidato ao governo de MS), uma instabilidade política e descontentamentos estouraram em várias cúpulas políticas, principalmente, no âmbito do PL, já que contar foi eleito na onda de Bolsonaro e hoje está no PRTB.

 

O “mau estar” foi sentido também pelos perrepistas liderados pela deputada federal Tereza Cristina e tucanos que estão imbuídos na pré-campanha do ex-secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel.

Bolsonaro durante discurso na inauguração do Residencial Jardim Canguru. Foto: Roney Minella

 

Para acalmar os ânimos, por panos frios e contornar as reclamações de partidários e correligionários, a imprensa foi informada de última hora que devido à disputa de apoio de Capitão Contar e Eduardo Riedel, o presidente Bolsonaro teria proposto que na cerimônia de inauguração de unidades habitacionais, estaria apenas Eduardo Riedel. Na motociata, estaria apenas Contar. A deputada Tereza Cristina participaria de todos os eventos. E foi exatamente assim que aconteceu.

 

“O momento de falar de política é outro. Agora estamos em um evento de governo. Voltaremos aqui, durante a campanha para tratar das eleições. Aqui tem vários candidatos”, observou Bolsonaro fazendo menção à necessidade de união política para “não dar espaços a adversários”.

 

GESTÃO

Jair Bolsonaro pontuou algumas ações de seu governo, mas, antes destacou a deputada federal Tereza Cristina, relatando que a ex-ministra da Agricultura é admirada e amada por todos. “Ela é pequena, mas, foi uma foi gigante, garantindo, por exemplo, a segurança alimentar no país através do incentivo ao agronegócio e apoio à agricultura familiar”.

 

Afirmou que o seu governo distribuiu R$ 68 milhões em Auxilio Emergencial. “Pagamos em menos de dois anos o que os outros pagaram em 15 anos do Bolsa Família. Em 10 anos o Brasil já estará exportando trigo, na mesma proporção que hoje consumimos. Em nossas ações, queremos unir nosso povo. Somos todos iguais. Por isso, trabalhamos para que todos tenham a mesma oportunidade. Não financio ditaduras. Nosso BNDES agora trabalha para nós brasileiros”. O discurso foi encerrado em meio a aplausos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here