Suspeito de envolvimento na morte de borracheiro diz que filho da vítima estava ao lado do corpo

0

Durante oitiva realizada entre a manhã e tarde desta quarta-feira (6/4), Bruno José Feliciano, 22, negou ter assassinado o borracheiro Douglas Novaes Rocha, 27, no dia 13 de fevereiro, em Dourados.

Ele se apresentou nesta manhã a policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) acompanhado do advogado de defesa, quase dois meses após a Justiça ter decretada sua prisão preventiva.

De acordo com relato do rapaz, na data do crime, Mayra Lima Luna, esposa da vítima, e que mantinha caso extraconjugal com ele, ligou pedindo ajuda.

Quando chegou na casa da mulher, Bruno contou ter visto o corpo de Douglas no sofá e, ao lado, o filho do casal de três anos.

Ainda em depoimento, o rapaz disse ter acreditado que a vítima ainda estava viva e foi ajudar coloca-la no carro para levar ao hospital, quando percebeu o borracheiro morto.

O corpo de Douglas foi encontrado um dia depois, próximo de uma mina d’água às margens de uma rua de terra no Jardim Guaicurus, na região Sul de Dourados.

Mayra está presa desde o dia 15 de fevereiro. Ela acusa Bruno de ter desferido os oito golpes de faca que levaram a morte do homem.

Em depoimento, a mulher disse ainda que o amante teria desovado o corpo do marido. Ambos os relatos são negados por ele.

Como existia mandado de prisão preventiva contra Bruno relacionado ao crime, o suspeito foi encaminhado para uma das celas do 1º Distrito Policial de Dourados e deve ser levado à PED (Penitenciária Estadual).

Já a mulher permanece no presídio feminino de Juti.

 

(Notícia extraída do site Dourados News)

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here