Filho que ultrapassou sinal vermelho em acidente que vitimou mãe morre no hospital

0

Rafael de Souza Barreto, de 31 anos, não resistiu aos ferimentos.

Por g1 MS — Mato Grosso do Sul

A colisão entre uma motocicleta e um caminhão na tarde de quarta-feira (16), deixou mais uma vítima: Rafael de Souza Barreto, de 31 anos. Ele pilotava o veículo e não resistiu aos ferimentos. A mãe dele, Carmelina de Souza Barreto, de 57 anos, estava na garupa da moto e morreu no local do acidente.

Renato foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em estado gravíssimo. De acordo com o boletim médico, a vítima teve perda de consciência, traumatismo craniano grave e fraturas expostas na perna e mão direitas.

Após atendimento primário, Renato foi encaminhado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. O óbito foi constatado às 18h30.

A batida aconteceu na rua Sagarana com a Avenida José Barbosa Rodrigues, na região do bairro Panamá, em Campo Grande (MS). Equipes dos Corpo de Bombeiros Militar foram acionados por volta das 12h50.

Carmelina era auxiliar de saúde bucal da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e chegou a trabalhar na UBSF Ana Maria do Couto. A Sesau postou nota de pesar nas redes sociais. Veja abaixo.

Secretaria publicou nota de pesar nas redes sociais. — Foto: Redes sociais/Reprodução

Motorista ultrapassou o sinal vermelho, diz a polícia

A Polícia Militar aponta que o motoqueiro avançou o sinal vermelho e colidiu com um caminhão. Na região, havia semáforos desligados, como os próximos ao Cemitério Santo Antônio e também na Avenida Duque de Caxias.

Para entender a dinâmica do acidente, a polícia teve acesso às imagens de câmeras de segurança que estavam acopladas ao caminhão envolvido. O vídeo, obtido pela polícia, mostra o veículo de carga seguindo no sinal verde e o motoqueiro furando o semáforo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, Renato e Carmelina seguiam pela rua quando atingiram o caminhão. No local, as vítimas tiveram parada cardíaca. Equipes do Moto Resgate (MOB) dos bombeiros foram as primeiras a chegar e já iniciaram a reanimação.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here