Ao todo, 12 municípios iniciam os processos de cirurgias eletivas

Com a estabilidade do quadro do Coronavírus em Mato Grosso do Sul, 12 municípios retomam a realização de cirurgias eletivas que integram a estratégia de ampliação do acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos do Programa Estadual Caravana da Saúde de Cirurgias Eletivas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para o exercício de 2020. Com o surgimento da pandemia, o programa chegou a ser suspenso, em razão do avanço da Covid-19 no Estado.

Resolução Nº 73/SES, publicada nesta quinta-feira (15), no Diário Oficial, homologa as propostas de reprogramação das cirurgias eletivas encaminhadas pelos gestores municipais que fizeram adesão à Resolução nº. 06, conforme publicado na Resolução nº. 07/SES/MS, de 28 de fevereiro de 2020, para execução nas competências de outubro, novembro e dezembro/2020.

Para o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a retomada é de suma importante pois pode evitar que as cirurgias eletivas se tornem de urgência nos pacientes que aguardam pelas cirurgias. “Nós já vinhamos registrando um acúmulo de casos no Estado, e com a melhoria do quadro da pandemia, nós precisamos dar vazão para que este processo seja retomado a curtíssimo prazo sob pena de se agravar cada vez mais o estado de saúde da nossa gente”.

Os municípios que fizeram a adesão e estão autorizados a realizarem as cirurgias eletivas são: Naviraí, Ivinhema, Anastácio, Rio Brilhante, Costa Rica, Chapadão do Sul, Rio Verde de Mato Grosso, Fátima do Sul, Coxim, Campo Grande, Paranaíba e Aquidauana. O valor disponibilizado para as cirurgias para estas cidades chega a R$ 2.341.535,11.

Geraldo Resende ainda explica gostaria que outros hospitais também fizessem a adesão pelas cirurgias eletivas. “No primeiro momento houve adesão destas instituições, mas queremos fazer esforços para que outros hospitais possam aderir a esta iniciativa. Quanto maior número fizermos, melhor será para a gente possa dar vazão às cirurgias eletivas no Estado de Mato Grosso do Sul.

Cirurgias

A Caravana da Saúde neste ano está regionalizando a saúde de Mato Grosso do Sul, onde irá atender pacientes de todo Estado que aguardam por cirurgias eletivas, aquelas que são agendadas e não possuem caráter de urgência.

A regulação do acesso dos pacientes, o agendamento e a realização dos procedimentos deverão considerar preferencialmente a fila de espera registrada na Central de Regulação, a qual deve considerar tanto a ordem de ingresso, bem como critérios clínicos que justifiquem a priorização.

Os municípios devem realizar intervenções nas especialidades de cirurgias: vascular, ginecologia, urologia, otorrinolaringologia, traumato-ortopedia e cirurgias gerais (abdominal, trauma e videolaroscopia). Veja a relação completa aqui.

Rodson Lima, SES

Publicado por: Rodson Carmo de Lima

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here