-As empresas do Grupo Placar, com unidades na Capital, Dourados e Três Lagoas também acordaram redução de preço-

Mais uma empresa estampadora irá reduzir o preço pelo serviço de emplacamento veicular cobrado em Mato Grosso do Sul, segundo informações do Procon-MS. Das credenciadas pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS), apenas uma das credenciadas ainda não reduziu os valores em vigor desde dia 3 de fevereiro.

Notícia do Campo Grande News aponta que , durante reunião do Procon com representantes da Íons Comércio de Placas para Veículos Ltda e GR Placas (com unidades em Campo Grande, Três Lagoas e Dourados), foi acertada a redução dos valores.

Pelo par de chapas, a Íons cobrava R$ 290 (R$ 145 a unidade) para emplacar o carro, valor alterado para R$ 266 (R$ 133 a unidade). No caso da moto, o par passou de R$ 150 para R$ 140. Segundo o advogado da Íons, Ewerton Belinati, os novos índices entrariam em vigor ainda hoje, mesmo antes da assinatura do acordo formal como Procon. No caso da GR, o par de placas passará de R$ 300 para R$ 272.

Agora à tarde, segundo superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, as estampadoras do Grupo Placar, com sede em Campo Grande (FS Placas) e filiais em Dourados (FR Placas) e Três Lagoas (FL Placas) também vão alterar o preço.

De acordo com Salomão, em Campo Grande, a FS Placas, que previa cobrança de R$ 290 pelo par de placas irá cobrar R$ 266; em Dourados e Três Lagoas, as filiais que previam R$ 290 pelo serviço, reajustaram para R$ 270. “Isso já é mercado se ajustando, o consumidor agora tem que escolher a mais barata, essa é a melhor arma”, disse o superintendente do Procon.

O proprietáiro de veículo que reside no interior do Estado e não conta com estampadora credenciada no município residente, precisa ficar atento para cobraça de taxa de entrega, já que as placas serão enviadas para os Detrans respectivos. Nas empresas consultadas pela reportagem, esse valor varia de R$ 20 a R$ 27, conforme taxa do Sedex ou outro meio de entrega.

A reportagem entrou em contato com a MS Placas, com sede em Campo Grande, a única que não entrou em acordo ainda com o Procon. A informação é que os responsáveis ainda aguardariam para discutir o assunto.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here