-Com quase 200 estudantes matriculados no Ensino Médio em Tempo Integral, EE Yvy Poty inicia o Ano Letivo com novos desafios e objetivos-

Campo Grande (MS) – O ano de 2018 foi marcado pela expansão da Escola da Autoria, com três novas unidades integradas ao Programa, na Capital, e outras duas no interior do Estado. Esse trabalho ganhou um novo significado em 2019, com a implementação de 11 escolas, em 11 cidades diferentes, com destaque para uma unidade localizada em Caarapó, município distante 270 quilômetros de Campo Grande: a Escola Estadual Indígena Yvy Poty.

Responsável por receber quase 200 estudantes para a acolhida deste ano, a escola inicia uma nova etapa com a implementação do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), com metas já traçadas e muitos desafios para a equipe responsável pela gestão da unidade, que conta com o importante apoio da comunidade. “Aos poucos, os pais percebem que os filhos estarão mais presentes no ambiente escolar para que possam refletir, se preparar e dar continuidade aos estudos na faculdade, se assim desejarem”, disse o coordenador pedagógico da escola, Rodinei Ramires Marques.

Equipe da EE Yvy Poty durante a acolhida dos estudantes na volta às aulas de 2019.

Primeira escola indígena integrante do Programa Escola da Autoria, a EE Yvy Poty recebeu, na última segunda-feira (18.02), os estudantes dos 1°, 2° e 3° anos para a acolhida, ação que se repetiu em outras escolas da Rede Estadual de Ensino (REE) no decorrer desta semana. A iniciativa envolveu dinâmicas e uma série de atividades relacionadas ao novo modelo de Ensino presente na unidade.

Para o diretor da EE, Valdinei Marques Mendonça, o objetivo dessa nova proposta é mudar a vida dos estudantes, que por vezes deixam a sala de aula para trabalhar. “Buscamos propiciar, aos nossos alunos, as condições que eles necessitam para buscar algo a mais na vida. Aqui, muitas vezes nos deparamos com adolescentes que deixam de estudar para trabalhar em usinas, por exemplo. Sabemos da importância do trabalho, mas acreditamos que eles possam alcançar objetivos maiores, eles são capazes disso”, declarou o diretor.

Técnicos da Gerência do Ensino Médio em Tempo Integral da SED acompanharam a atividade e recepcionaram os estudantes.

Neste ano a unidade se junta à outras dez que passam a fazer parte do Programa em diversas regiões do Estado, somando 27 escolas no total. Com a expansão, as Escolas da Autoria estão presentes nos municípios de Campo Grande, Maracaju, Corumbá, Naviraí, Ponta Porã, Dourados, Coxim, Bela Vista, Caarapó, Jardim, Amambai, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia, Camapuã, Anastácio e Cassilândia. Regiões diferentes, com hábitos e costumes distintos, e desafios similares.

“Um passo importante aqui foi o aceite por parte da comunidade escolar, como também ocorre em outras localidades antes de iniciarmos a implementação do Ensino em Tempo Integral. Hoje temos uma equipe engajada e compromissada, estão todos receptivos e com uma grande expectativa para colocar esse modelo em prática na comunidade”, comentou a gerente de Ensino Médio em Tempo Integral da SED, professora Maria Gorete Siqueira Silva.

Direção da EE, grupo de professores e equipe da SED: novos objetivos e foco na qualidade do Ensino ofertado à comunidade.

“Nosso objetivo é, através do Ensino Integral, através do Projeto de Vida, tornar o aluno autônomo, solidário e competente, para que ele possa enxergar algo a mais. (…) Além de poder ajudar a própria comunidade, trabalhamos para que ele possa viver feliz, com renda e ajudando no desenvolvimento da própria comunidade”, concluiu o diretor Valdinei Marques.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here