Câmara de Vereadores de Dourados devolve R$ 7,8 milhões para prefeitura

0

A Câmara de Vereadores oficializou nesta sexta-feira (10) a devolução de R$ 7.896.840,35 para a Prefeitura de Dourados. Esse valor é fruto, sobretudo, da sobra do duodécimo, repasses mensais feitos pelo Executivo ao Legislativo. Segundo a prefeita Délia Razuk (PTB), parte será utilizada nos pagamentos de salários do funcionalismo público municipal.

Em evento realizado no CAM (Centro Administrativo Municipal) nesta manhã, grupo de vereadores entregou à mandatária um cheque simbólico. No dia 19 de dezembro já havia sido formalizada a entrega de R$ 4,5 milhões, mas houve novo aporte de R$ 2,2 milhões.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM), foi possível obter esse incremento graças ao esforço coletivo da Casa de Leis, que resgatou mais R$ 924 mil por uma questão contábil e R$ 200 mil de aplicação no Banco do Brasil.

“Nós totalizamos hoje o montante de quase R$ 7,9 milhões em restituição tanto de valores do duodécimo, como rendimentos bancários e levantamentos de depósitos judiciais. Tudo que estava sob poder da Câmara foi zerado e devolvido à prefeitura. Começamos 2020 com o caixa zerado, mas é assim que determina a lei e esperamos que isso contribua para a prefeitura implementar os seus serviços”, pontuou Alan.

A gestão austera do Legislativo foi elogiada pela prefeita Délia Razuk, que lembrou ter contribuído com devoluções de duodécimo nos dois mandatos como vereadora. Ao Dourados News, disse que a prioridade com esse recurso é quitar os salários em atraso do grupo de servidores cujos vencimentos líquidos superiores a R$ 7,3 mil não foram pagos no 5º dia útil.

“Vamos cumprir alguns compromissos que ainda restavam, os salários que tínhamos uma parcela a ser paga, vamos usar para isso”, resumiu a mandatária.

Segundo o secretário municipal Fazenda, Carlos Francisco Dobes Vieira, essa folha seria quitada hoje. “A gente já está trabalhando com alguns recursos, principalmente obrigações da folha, complementar, e também fornecedores. Hoje, o dinheiro reunido em caixa já permite pagar os 450 funcionários que ficaram. Hoje eu liquido sem o valor repassado pela Câmara, mas [a devolução] é um valor muito importante que vai nos auxiliar em algumas demandas que temos para o início do ano”, pontuou.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here