As confirmações de dengue em Dourados já totalizaram 3.121 neste ano, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde. Em boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (31), as autoridades apontam ainda 5.366 notificações suspeitas da doença, que matou oito pessoas no município desde que 2019 começou.

Notícia divulgada pelo site Dourados News, aponta que os dados atualizados até hoje mostram que Mato Grosso do Sul acumula 58.290 notificações e 34.254 casos confirmados. Com 75 de seus 79 municípios classificados com alta incidência de dengue (quanto os casos passam de 300 a cada grupo de 100 mil habitantes), o Estado teve 27 vítimas fatais.

Em Dourados, a primeira morte causada pela dengue neste ano foi de um menino de 11 anos, que faleceu em 22 de março. No dia 26 daquele mesmo mês faleceu uma mulher de 58 anos. Em abril a vítima fatal foi uma idosa de 87 anos, no dia 4. Maio teve três óbitos em Dourados, de uma mulher de 41 anos, no dia 2, de um idoso de 80 anos, no dia 7, e de outro homem, de 68 anos, no dia 14. Uma idosa de 73 anos morreu em 7 de junho, e um idoso de 78 anos faleceu em 2 de setembro.

No dia 15 de abril, a prefeita Délia Razuk decretou emergência no município “em virtude de indicadores epidemiológicos para epidemia de Dengue”.

Um mês depois, no dia 16 de maio, o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) comunicou multa de R$ 400,00 ao município por causa de foco do mosquito Aedes aegypti na Rua Carlos Ribeiro Garcete, no Jardim Canaã III, e de R$ 400,00 por situação semelhante encontrada em imóvel na Rua Ignácia de Mattos Brandão, nº 2185, no bairro Estrela Porã.

Em 23 de setembro novamente a administração foi alvo de multas porque foram encontrados focos do mosquito Aedes aegypti em imóveis públicos, sob responsabilidade da prefeitura. As punições detalhadas pelo CCZ foram de R$ 600,00 por causa de imóvel na Rua Vereador Sinezio de Mattos, no Jardim dos Estados, de R$ 400,00 por outro na Rua José Martins, Vila Cachoeirinha, e de mais R$ 400,00 por terreno na Rua Vilso Gabiatti, no Jardim Canaã III.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here